PT | EN


UE-PAANE: Organizações da Sociedade Civil de Tombali e Quinara definem temas para futuros debates nas regiões

A equipa do projeto UE-PAANE Fase di Kambansa levou a cabo, durante os dias 1 e 3 de fevereiro de 2017, encontros para a identificação das temáticas a serem abordadas nos Djumbais Regionais de Tombali e de Quinara. Educação e Ambiente e Desenvolvimento foram os assuntos escolhidos e serão alvo de debate, no próximo mês, nestas nas duas regiões, respetivamente. 

O primeiro encontro aconteceu na cidade de Catió e contou com a presença de 38 representantes de diferentes Organizações da Sociedade Civil (OSC), bem como de Órgãos de Comunicação Comunitária (OCC). No decorrer das discussões para escolha do tema, surgiram vários assuntos que suscitam preocupação por parte daquela população, com destaque para a Educação, Justiça, Plano Regional de Desenvolvimento, Falta de Estradas, Saúde e Agricultura. Após votação, o tema “Educação”, mais concretamente a falta de instituições de formação técnico profissional e de ensino superior, acabou por ser escolhido.
 
As discussões em Buba, local da segunda sessão de identificação temática, tiveram a participação de 27 representantes das OSC e OCC. Assim como na primeira sessão, várias foram as inquietações apresentadas pelos participantes, que após ampla discussão em torno de 9 assuntos (Discriminação dos Deficientes, Igualdade de Género, Saúde Reprodutiva, Impunidade, Casamento Precoce/Forçado, Agricultura, Insuficiência de Infraestruturas Escolares, Ambiente e Desenvolvimento, e Abastecimento Regular e Planificado de Água Potável), elegeram o tema “Ambiente e Desenvolvimento”, como o assunto mais urgente a ser discutido no Djumbai Regional de Quinara.

Ambas as sessões foram sucedidas por um encontro de apresentação e esclarecimento sobre a nova fase do UE-PAANE, denominada “Fase di Kambansa”, com destaque para a sua atividade inovadora, o GAP – Gabinete de Apoio Permanente. Os participantes puderam ainda ter acesso ao Guia e Formulário de solicitação de apoios do GAP, bem como à ficha modelo de inscrição na Plataforma Online das OSC, que foi distribuída durante a apresentação da mesma.

Uma vez definidos os temas serão identificados oradores com conhecimento nas matérias a fim de que os debates possam ser enriquecidos, tendo em conta que os Djumbais são espaços que têm o objetivo de i) levar a reflexão das OSC para além dos limites das suas ações concretas ao nível local, contribuindo para a construção de soluções ao nível nacional através da concertação e da articulação entre os diferentes atores da sociedade civil; e ii) Promover a consciencialização, espírito crítico e desenvolvimento de ferramentas para influenciar os decisores nacionais, quer ao nível das políticas, estratégias ou financiamentos.

O projeto UE-PAANE Fase di Kambansa é implementado na Guiné-Bissau pelo IMVF e financiado pela União Europeia. Saiba mais sobre este projeto aqui.

Voltar

Partilhar:
Homepage Imprimir Enviar

Saiba mais sobre o IMVF

Saiba mais sobre o IMVF

O mundo enfrenta hoje grandes desafios. Os Objetivos de Desenvolvimento do Milénio estão apenas parcialmente cumpridos e as ameaças à segurança alimentar, ao fornecimento de energia, bem como as alterações climáticas exigem a mobilização de todos os cidadãos para lutar contra a pobreza.
O IMVF – Instituto Marquês de Valle Flôr é uma Organização Não Governamental para o Desenvolvimento (ONGD) que acredita no esforço conjunto dos milhões de pessoas que em todo o Mundo procuram promover o desenvolvimento junto das populações mais carenciadas.