PT | EN


Reunião de encerramento do projeto Redes para o Desenvolvimento em Bruxelas

O projeto Redes para o Desenvolvimento: Educação Global para uma Cooperação mais Eficiente realizou no dia 22 de março de 2017 a reunião final de parceiros, em Bruxelas, que permitiu avaliar as ações realizadas em Portugal, Alemanha, Holanda e Galiza, bem como analisar oportunidades para a continuidade de parcerias ao nível da dinamização de práticas de Educação para a Cidadania Global.

Considerando que está a decorrer a avaliação externa do projeto, a ocasião foi ainda aproveitada pela avaliadora para reunir individualmente com cada parceiro. Os resultados desta avaliação farão parte do relatório final a entregar à Comissão Europeia.

Paralelamente, a Câmara Municipal de Loures representou o projeto no Exchange Hub da Comissão Europeia, organizado pela equipa do DEAR (Educação e Sensibilização para o Desenvolvimento). O encontro de dois dias teve como finalidade "identificar, analisar, sintetizar e documentar as questões concretas/lições aprendidas específicas dos projetos apurados e facilitar a ligação em rede dos atores envolvidos".

O objetivo final é aprender a partir de experiências concretas – com destaque para a forma como os riscos do projeto foram tratados, para assegurar o alcance dos resultados pretendidos - potenciando o valor acrescido para todos os futuros projetos DEAR apoiados pela Comissão Europeia.

Voltar

Partilhar:
Homepage Imprimir Enviar

Saiba mais sobre o IMVF

Saiba mais sobre o IMVF

O mundo enfrenta hoje grandes desafios. Os Objetivos de Desenvolvimento do Milénio estão apenas parcialmente cumpridos e as ameaças à segurança alimentar, ao fornecimento de energia, bem como as alterações climáticas exigem a mobilização de todos os cidadãos para lutar contra a pobreza.
O IMVF – Instituto Marquês de Valle Flôr é uma Organização Não Governamental para o Desenvolvimento (ONGD) que acredita no esforço conjunto dos milhões de pessoas que em todo o Mundo procuram promover o desenvolvimento junto das populações mais carenciadas.