PT | EN


A nova fase do Programa Integrado para a Redução da Mortalidade Materno-Infantil na Guiné-Bissau já teve início

Atendendo aos resultados encorajadores alcançados pelo projeto inicialmente implementado nas regiões sanitárias de Cacheu, Biombo, Oio e Farim, entre julho de 2013 e novembro de 2016, a nova fase do Programa Integrado para a Redução da Mortalidade Materna e Infantil (PIMI II): Seguimento do apoio à Componente de Reforço da Disponibilidade e Qualidade dos Cuidados de Saúde Materno-Infantis na Guiné-Bissau arrancou oficialmente no dia 1 de junho de 2017 abrangendo, agora, a  totalidade do território guineense.

Este projeto terá a duração de 48 meses e tem como objetivos contribuir para a redução das mortalidades materna, neonatal e infantojuvenil na Guiné-Bissau e, em particular, para o alcance das metas traçadas nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), e assegurar um melhor acesso a cuidados de saúde de qualidade a mulheres grávidas e puérperas (até 45 dias após o parto) e crianças até aos 5 anos na Guiné-Bissau.

Entre as atividades previstas, caberá ao IMVF garantir a disponibilização em permanência de medicamentos e consumíveis médicos essenciais; assegurar o Pacote Mínimo (PM) e o Pacote Complementar (PC) de cuidados materno-infantis nos Centros de Saúde e Hospitais Regionais; e contribuir para a melhoria da gestão e coordenação dos serviços de saúde.

Serão beneficiários diretos do projeto 266.189 crianças até 5 anos de idade, 344.479 mulheres em idade fértil e 950 profissionais de saúde das 117 áreas sanitárias do país. A ação beneficiará indiretamente a totalidade da população da Guiné-Bissau (1.565.815 habitantes).

Este projeto é financiado pela União Europeia e conta com o apoio do Camões, I.P. sendo implementado pelo IMVF, pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e pela Entraide Médicale Internationale (EMI).

Saiba mais sobre este projeto aqui.

Voltar

Partilhar:
Homepage Imprimir Enviar

Saiba mais sobre o IMVF

Saiba mais sobre o IMVF

O mundo enfrenta hoje grandes desafios. Os Objetivos de Desenvolvimento do Milénio estão apenas parcialmente cumpridos e as ameaças à segurança alimentar, ao fornecimento de energia, bem como as alterações climáticas exigem a mobilização de todos os cidadãos para lutar contra a pobreza.
O IMVF – Instituto Marquês de Valle Flôr é uma Organização Não Governamental para o Desenvolvimento (ONGD) que acredita no esforço conjunto dos milhões de pessoas que em todo o Mundo procuram promover o desenvolvimento junto das populações mais carenciadas.