PT | EN


2.º Comité de Pilotagem do projeto UE-PAANE - Fase di Kambansa

O 2.º encontro do Comité de Pilotagem do projeto UE-PAANE - Fase di Kambansa teve lugar no dia 19 de julho de 2017, na sede do projeto, em Bissau. Neste encontro, que contou com a presença de 11 dos 13 membros que formam o referido Comité, foram apresentadas as atividades desenvolvidas entre julho de 2016 e junho de 2017 no âmbito do projeto. Este é o segundo de 3 encontros do Comité de Pilotagem já realizados no decorrer da implementação do UE-PAANE - Fase di Kambansa.
 
O Comité de Pilotagem é um órgão que tem como objetivos supervisionar e aprovar a orientação geral do projeto e é composto por um representante da Célula de Apoio ao Ordenador Nacional (CAON-FED), um representante da Delegação da União Europeia na Guiné-Bissau (DUE-GB), a equipa de projeto para assegurar o secretariado do Comité, um representante da Direção Geral de Coordenação da Ajuda Não-Governamental (DGCANG), um representante da Secretaria-geral da Comunicação Social (SGCS), e membros representantes das Organizações da Sociedade Civil (OSC) e Órgãos de Comunicação Social e Comunitária (OCSC).
 
De salientar que os representantes das Organizações da Sociedade Civil (OSC) e dos Órgãos de Comunicação Social e Comunitários (OCSC) foram eleitos durante a sessão de lançamento do UE-PAANE - Fase di kambansa, mediante processo de eleição pública, tendo sido indigitados os seguintes nomes: Carlos Sanca (Jornal Última Hora), Pedro Vença (RENARC), Udé Fati (Voz di Paz), Inácio A. Costa (Ordem dos Médicos), Ana João Afonso Bagine (UNTG) e Domingos L. da Silva (Câmara de Ofício da Guiné-Bissau).
 
Mais informações sobre este 2.º encontro do Comité de Pilotagem estarão brevemente disponíveis no website do projeto.

O projeto UE-PAANE - Fase di Kambansa é implementado na Guiné-Bissau pelo IMVF e financiado pela União Europeia. Saiba mais sobre este projeto aqui.

Voltar

Partilhar:
Homepage Imprimir Enviar

Saiba mais sobre o IMVF

Saiba mais sobre o IMVF

O mundo enfrenta hoje grandes desafios. Os Objetivos de Desenvolvimento do Milénio estão apenas parcialmente cumpridos e as ameaças à segurança alimentar, ao fornecimento de energia, bem como as alterações climáticas exigem a mobilização de todos os cidadãos para lutar contra a pobreza.
O IMVF – Instituto Marquês de Valle Flôr é uma Organização Não Governamental para o Desenvolvimento (ONGD) que acredita no esforço conjunto dos milhões de pessoas que em todo o Mundo procuram promover o desenvolvimento junto das populações mais carenciadas.