PT | EN


IMVF Policy Paper 6/2017 - A CPLP no contexto das relações UE-África

A CPLP foi criada em 1996, com foco na promoção da língua portuguesa, na concertação diplomática e na cooperação. As relações comerciais e de investimento entre os estados membros (com a exceção das relações bilaterais com Portugal) e a sua dispersão geográfica impedem que tenha desempenhado ou possa vir a desempenhar um papel relevante em termos económicos. As recentes tentativas de conferir uma dimensão mais económica, assente na disponibilidade de reservas petrolíferas da maioria dos seus membros (com exceção de Portugal, Cabo Verde) mostraram-se inviáveis dada a queda dos preços que é estrutural e não transitória. A relevância da CPLP é maior nos países membros com economias mais frágeis e estados mais recentes e que se tem mantido marginal para o Brasil, Angola e Moçambique. Em qualquer caso, a CPLP tem tido um papel importante nas áreas definidas nos seus objetivos originais - preservação do português como língua comum, concertação e cooperação diplomática, política e militar entre os seus membros, ajudando a projetar o respetivo poder e influência externa. 

Policy Paper disponível aqui.

Voltar

Partilhar:
Homepage Imprimir Enviar

Saiba mais sobre o IMVF

Saiba mais sobre o IMVF

O mundo enfrenta hoje grandes desafios. Os Objetivos de Desenvolvimento do Milénio estão apenas parcialmente cumpridos e as ameaças à segurança alimentar, ao fornecimento de energia, bem como as alterações climáticas exigem a mobilização de todos os cidadãos para lutar contra a pobreza.
O IMVF – Instituto Marquês de Valle Flôr é uma Organização Não Governamental para o Desenvolvimento (ONGD) que acredita no esforço conjunto dos milhões de pessoas que em todo o Mundo procuram promover o desenvolvimento junto das populações mais carenciadas.