PT | EN


A CONCORD propõe alternativas para 5 narrativas da UE sobre a parceria UE-África

No documento, a CONCORD - Confederação Europeia de Plataformas e Redes de ONG, aborda 5 narrativas da União Europeia que servem de base à abordagem da UE para a Cimeira UE-África e sugere alternativas positivas sobre migrações, segurança, investimento no setor privado, comércio e impostos e juventude, e conclui que o investimento na coerência das políticas para um desenvolvimento sustentável deve ser feito a longo prazo.
 
"Na preparação da Cimeira África-UE, a CONCORD recomenda que a futura Parceria África-UE crie uma estratégia a longo prazo que coloque as pessoas e o planeta em primeiro lugar, e que seja coerente com os compromissos dos dois continentes com vista ao desenvolvimento sustentável, à prosperidade e à paz para os seus povos. A CONCORD manifesta ainda a sua preocupação pelo facto de a política de desenvolvimento e o financiamento público, em particular a ajuda pública ao desenvolvimento, estarem a ser cada vez mais desviados ou alavancados para servir os interesses da UE, em vez de satisfazerem as necessidades e aspirações dos povos de África.", lê-se no documento disponível aqui.

A 5.ª Cimeira UE-África teve lugar a 29 e 30 de novembro de 2017, em Abidjã, na Costa do Marfim.

Este paper foi traduzido em português no âmbito do projeto Coerência.pt: O eixo do Desenvolvimento mais justo, mais digno, mais sustentável implementado pela FEC – Fundação Fé e Cooperação, pelo IMVF e pela CIDSE - Coopération Internationale pour le Développement et la Solidarité e financiado pelo Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, I.P.

Voltar

Partilhar:
Homepage Imprimir Enviar

Saiba mais sobre o IMVF

Saiba mais sobre o IMVF

O mundo enfrenta hoje grandes desafios. Os Objetivos de Desenvolvimento do Milénio estão apenas parcialmente cumpridos e as ameaças à segurança alimentar, ao fornecimento de energia, bem como as alterações climáticas exigem a mobilização de todos os cidadãos para lutar contra a pobreza.
O IMVF – Instituto Marquês de Valle Flôr é uma Organização Não Governamental para o Desenvolvimento (ONGD) que acredita no esforço conjunto dos milhões de pessoas que em todo o Mundo procuram promover o desenvolvimento junto das populações mais carenciadas.