PT | EN


FAQ

Quem é o IMVF?
O Instituto Marquês de Valle Flôr (IMVF) é uma Organização Não Governamental para o Desenvolvimento (ONGD) com o estatuto jurídico de Fundação. É uma entidade privada, sem fins lucrativos, reconhecida como instituição de utilidade pública.

O que é uma ONGD?
As ONGD são Organizações Não Governamentais que dedicam o seu trabalho à área do Desenvolvimento – social, económico, cultural, humano – maioritariamente junto dos países mais pobres, trabalhando por um mundo mais justo e equitativo.

Como são geridos os Projetos?
Os projetos são geridos pela equipa técnica do IMVF, a partir da nossa sede, em Lisboa e com recurso a missões regulares ao terreno para um acompanhamento mais próximo das equipas locais. A execução é feita de forma transversal pelo IMVF em parceria com ONG locais, entidades governamentais, entre outras, que aplicam as suas experiências de terreno ao serviço dos projetos, garantindo assim o seu sucesso.

Quem financia os Projetos do IMVF?
Os projetos do IMVF são financiados com o importante apoio dos nossos parceiros e cofinanciadores e também com recurso a fundos próprios.

O IMVF recebe voluntários?
De momento o IMVF não tem nenhum programa regular de voluntariado. Todas as pessoas interessadas em fazer voluntariado deverão entrar em contacto com a Plataforma Portuguesa das Organizações Não Governamentais para o Desenvolvimento. Esta é a entidade mais adequada para prestar esclarecimentos e informações sobre voluntariado, sobre as ONGD que aceitam voluntários e em que áreas de atividade o mesmo pode ser realizado.

O IMVF aceita pedidos de financiamento?
Por norma não. Os recursos financeiros do IMVF são aplicados em projetos próprios, que se insiram na lógica da Instituição e na estratégia de intervenção em cada país. No entanto, sempre que se afigura pertinente e uma mais-valia para os objetivos pelos quais o IMVF se move, são estabelecidos protocolos de colaboração em que o apoio do IMVF pode materializar-se tanto em apoio financeiro como em apoio logístico e/ou técnico.

O IMVF aceita candidaturas?
Todos os interessados podem fazer chegar os seus currículo vitae através do email comunicacao@imvf.org, de forma a constarem da nossa base de dados para futuras oportunidades: estágios, contratações de peritos para missões de curto prazo no terreno ou mesmo para integrar a nossa equipa. Todas as ofertas disponíveis são publicadas no nosso site.
Partilhar:
Homepage Imprimir Enviar
08 Aug 2017

Conversas Coerentes | “Coerência das Políticas para o Desenvolvimento: Erradicação da Pobreza e promoção da prosperidade”

No âmbito do projeto Coerência.pt: o Eixo do Desenvolvimento mais Justo, mais Digno, mais Sustentável, a FEC - Fundação Fé e Cooperação, o IMVF e a CIDSE irão dinamizar, no próximo dia 7 de setembro de 2017,  no Auditório do Camões, I.P., a segunda edição do ciclo “Conversas Coerentes”. O tema desta conversa será “Coerência das Políticas para o Desenvolvimento: Erradicação da Pobreza e promoção da prosperidade”. 
 
25 Jul 2017

2.º Comité de Pilotagem do projeto UE-PAANE - Fase di Kambansa

O 2.º encontro do Comité de Pilotagem do projeto UE-PAANE - Fase di Kambansa teve lugar no dia 19 de julho de 2017, na sede do projeto, em Bissau. Neste encontro, que contou com a presença de 11 dos 13 membros que formam o referido Comité, foram apresentadas as atividades desenvolvidas entre julho de 2016 e junho de 2017 no âmbito do projeto. Este é o segundo de 3 encontros do Comité de Pilotagem já realizados no decorrer da implementação do UE-PAANE - Fase di Kambansa.
20 Jul 2017

3 projetos plurianuais do IMVF vão receber financiamento do Camões, I.P.

No âmbito das candidaturas à Linha de Cofinanciamento de Projetos de Cooperação para o Desenvolvimento 2017, o IMVF viu aprovado financiamento por parte do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, I.P. para 3 projetos plurianuais, já contratualizados: em Cabo Verde, o Projeto de Dinamização e Requalificação Turística na Ilha do Maio, e na Guiné-Bissau os projetos Nô Fia Na Crias - Sistema Integrado Cooperativo e Comunitário de Produção Avícola, Caprina e Derivados para a Região de Cacheu e Etikapun n’há – Urok, Laboratório de Resiliência da Cultura Bijagó.
19 Jul 2017

Projeto Fruta Tropical Justa divulga estudo sobre pesticidas nas plantações de bananas no Equador

Este estudo, desenvolvido no âmbito da campanha Fruta Tropical Justa/ Make Fruit Fair, teve como objetivo averiguar as condições de vida e de trabalho, o bem-estar e a saúde de trabalhadores agrícolas e de pequenos agricultores em plantações de modo de produção biológico/justo e de trabalhadores em explorações convencionais, que usam biocidas, nas províncias de Los Rios e El Oro, no Equador, país considerado o maior exportador de bananas do mundo.
18 Jul 2017

UE-ACTIVA - Eixo 1: Governação Territorial financia projetos de 8 ONG guineenses

O programa UE-ACTIVA - Ações Coletivas e Territoriais Integradas para a Valorização da Agricultura - Eixo 1: Governação Territorial concedeu financiamento, no valor de cerca de 600 mil euros, a 8 Organizações Não Governamentais (ONG) da Guiné-Bissau, para a implementação de projetos de desenvolvimento agrícola nas regiões de Quinara, Tombali e Bafatá.