PT | EN


Estudos Estratégicos

A área de Estudos Estratégicos e do Desenvolvimento acrescenta à normal atividade do IMVF uma dimensão think tank de análise política sobre questões relevantes para a compreensão e reflexão sobre o desenvolvimento e a cooperação internacional, assumindo-se como um pólo agregador e produtor de conhecimento e de debate nesta área.
 
As atividades e outputs, que têm por base uma investigação prática e útil sobre as temáticas, são materializadas em (1) ações de debate, como conferências e mesas redondas; (2) estudos e projetos, incluindo uma parceria com a Cooperação Portuguesa e o ECDPM e (3) séries de publicações. Sempre que relevante as ações são realizadas em parceria e em rede com outras instituições, de modo a reforçar o seu alcance, aumentar a sua viabilidade e potenciar os seus resultados.
 
As publicações divulgadas no âmbito da área de Estudos Estratégicos são um motor de expressão de iniciativas e de tendências, respeitando a pluralidade de ideias e, como tal, as opiniões transmitidas são da exclusiva responsabilidade dos autores não podendo, em caso algum, ser tomadas como expressão das posições do Instituto Marquês de Valle Flôr. 

Se quer receber o convite para os nossos eventos e iniciativas, envie-nos um email com os seus contactos (nome, instituição, telefone e morada) para imvf@imvf.org
 
Partilhar:
Homepage Imprimir Enviar
08 Aug 2017

Conversas Coerentes | “Coerência das Políticas para o Desenvolvimento: Erradicação da Pobreza e promoção da prosperidade”

No âmbito do projeto Coerência.pt: o Eixo do Desenvolvimento mais Justo, mais Digno, mais Sustentável, a FEC - Fundação Fé e Cooperação, o IMVF e a CIDSE irão dinamizar, no próximo dia 7 de setembro de 2017,  no Auditório do Camões, I.P., a segunda edição do ciclo “Conversas Coerentes”. O tema desta conversa será “Coerência das Políticas para o Desenvolvimento: Erradicação da Pobreza e promoção da prosperidade”. 
 
25 Jul 2017

2.º Comité de Pilotagem do projeto UE-PAANE - Fase di Kambansa

O 2.º encontro do Comité de Pilotagem do projeto UE-PAANE - Fase di Kambansa teve lugar no dia 19 de julho de 2017, na sede do projeto, em Bissau. Neste encontro, que contou com a presença de 11 dos 13 membros que formam o referido Comité, foram apresentadas as atividades desenvolvidas entre julho de 2016 e junho de 2017 no âmbito do projeto. Este é o segundo de 3 encontros do Comité de Pilotagem já realizados no decorrer da implementação do UE-PAANE - Fase di Kambansa.
20 Jul 2017

3 projetos plurianuais do IMVF vão receber financiamento do Camões, I.P.

No âmbito das candidaturas à Linha de Cofinanciamento de Projetos de Cooperação para o Desenvolvimento 2017, o IMVF viu aprovado financiamento por parte do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, I.P. para 3 projetos plurianuais, já contratualizados: em Cabo Verde, o Projeto de Dinamização e Requalificação Turística na Ilha do Maio, e na Guiné-Bissau os projetos Nô Fia Na Crias - Sistema Integrado Cooperativo e Comunitário de Produção Avícola, Caprina e Derivados para a Região de Cacheu e Etikapun n’há – Urok, Laboratório de Resiliência da Cultura Bijagó.
19 Jul 2017

Projeto Fruta Tropical Justa divulga estudo sobre pesticidas nas plantações de bananas no Equador

Este estudo, desenvolvido no âmbito da campanha Fruta Tropical Justa/ Make Fruit Fair, teve como objetivo averiguar as condições de vida e de trabalho, o bem-estar e a saúde de trabalhadores agrícolas e de pequenos agricultores em plantações de modo de produção biológico/justo e de trabalhadores em explorações convencionais, que usam biocidas, nas províncias de Los Rios e El Oro, no Equador, país considerado o maior exportador de bananas do mundo.
18 Jul 2017

UE-ACTIVA - Eixo 1: Governação Territorial financia projetos de 8 ONG guineenses

O programa UE-ACTIVA - Ações Coletivas e Territoriais Integradas para a Valorização da Agricultura - Eixo 1: Governação Territorial concedeu financiamento, no valor de cerca de 600 mil euros, a 8 Organizações Não Governamentais (ONG) da Guiné-Bissau, para a implementação de projetos de desenvolvimento agrícola nas regiões de Quinara, Tombali e Bafatá.