PT | EN


Projeto de Dinamização e Requalificação Turística na Ilha do Maio

Com um trabalho contínuo em Cabo Verde desde 2001, o IMVF tem mantido um olhar atento sobre a evolução e desenvolvimento do arquipélago – concretamente da ilha do Maio – respetivos constrangimentos e potencialidades. A presente ação aposta no empreendedorismo local (como meio) para a afirmação da Ilha do Maio como destino turístico sustentável e solidário (como fim). O projeto pretende aliar a valorização do património ambiental e cultural da ilha ao reforço e promoção de novas atividades económicas locais, como motor de desenvolvimento e crescimento socioeconómico, consolidando a respetiva identidade cultural e coesão territorial e social.
Localização: Cabo Verde, ilha do Maio
Duração: 36 meses - março de 2016 a fevereiro de 2019
Beneficiários:
Diretos: 20 mulheres membros da Cooperativa de Sal, 10 artesãos e pequenos produtores locais, 6 técnicos municipais, 20 jovens formandos e 13 associações comunitárias.

Indiretos: População da ilha do Maio (8.000 habitantes).
Objetivos:
Geral: Melhoria das condições de vida da população da ilha do Maio.

Específico: Promoção do empreendedorismo local e da requalificação urbana como fatores de desenvolvimento socioeconómico, turístico e cultural sustentável na ilha do Maio.
Atividades:
Resultado esperado 1: Empreendedorismo promovido e reforçado.
Atividade 1: Dinamização do setor económico: reconversão das Salinas do Porto Inglês.
A1.1: Criação de uma Salina Intensiva: a) salina intensiva; b) tanques para banhos terapêuticos de sal; c) melhoria das instalações da Cooperativa de Sal; d) atividades complementares (centro de interpretação, delimitação da área protegida e sinalização e trilhos);
A1.2: Formação e capacitação profissional, técnica e de gestão (salinicultura): a) formação e capacitação profissional e técnica; b) formação e capacitação de gestão e marketing; c) intercâmbio Sul-Sul.

Resultado esperado 2: Património cultural, ambiental e turístico local preservado e revitalizado.
A2: Requalificação urbana (reforço do gabinete técnico municipal, formação profissional, requalificação).

A3. Apoio às comunidades locais para práticas de turismo solidário e preservação ambiental: a) promoção e apoio aos artesãos; b) criação das rotas turísticas; c) limpeza das praias e sensibilização ambiental; d) posto de observação de aves; e) viveiro de tartarugas.

A4. Acompanhamento e Avaliação.
Parceiros:
Câmara Municipal do Maio e Câmara Municipal de Loures. Entidade Associada: Sociedade de Desenvolvimento Turístico das Ilhas da Boa Vista e Maio
Partilhar:
Homepage Imprimir Enviar
19 Jan 2018

Projeto Economia Social e Solidária apresenta policy paper em Bruxelas

Na próxima terça-feira, dia 23 de janeiro de 2018 será apresentado no Parlamento Europeu, em Bruxelas, o policy paper "Maximizar a Dignidade através da Economia Social e Solidária", promovido pelo consórcio SUSY, constiuído por 26 parceiros de 23 países europeus.  A apresentação será transmitida via live streaming através da página de Facebook  do projeto a partir das 10 horas.
15 Jan 2018

Lançamento oficial do Projeto de Turismo Solidário e Comunitário na Ilha do Maio, em Cabo Verde

O evento que marca o arranque oficial do Projeto de Turismo Solidário e Comunitário na Ilha do Maio vai decorrer no próximo dia 16 de janeiro, às 16 horas, no Salão Nobre Isaac Pinheiro, nos Paços do Concelho da Câmara Municipal do Maio, em Cabo Verde.
11 Jan 2018

UE-PAANE: Sindicato do setor da saúde capacitado em ação sindical e advocacia

Teve lugar entre os dias 11 e 15 de dezembro de 2017, na sede do UE-PAANE, a formação em “Ação Sindical e Advocacia no Âmbito da Saúde”. A atividade aconteceu no quadro do Gabinete de Apoio Permanente (GAP) do UE-PAANE - Fase di Kambansa e reuniu 28 sindicalistas membros do SINETSA – Sindicato Nacional dos Enfermeiros, Técnicos de Saúde e Afins. 
11 Jan 2018

UE PAANE: RENAJ projeta ações para os próximos 5 anos

O Gabinete de Apoio Permanente (GAP) do UE-PAANE - Fase di Kambansa colocou em prática mais uma ação: trata-se da assistência técnica e formação dada à Rede Nacional das Associações Juvenis – RENAJ para a elaboração do seu novo plano estratégico (o último vigorou até 2015). A atividade teve lugar entre os dias 4 e 12 de dezembro de 2017, na sede do UE-PAANE, e contou com a presença de 20 participantes. 
21 Dec 2017

Montemor-o-Novo recebe sessão sobre Economia Social e Solidária e Desenvolvimento Sustentável

Como podemos promover a Economia Social e Solidária (ESS) nos processos de Desenvolvimento Local e Global? Qual a importância da ESS na nova Agenda de Desenvolvimento 2030? Como podemos potenciar a aplicação da ESS em projetos atuais e futuros? Venha descobrir a resposta a estas e outras questões no próximo dia 19 de janeiro de 2018, a partir das 10h, no Auditório da Biblioteca Municipal Almeida Faria em Montemor-o-Novo.