Paulo Freitas é médico internista e presidente do Conselho de Administração do Instituto Marquês de Valle Flôr, uma Organização Não Governamental para o Desenvolvimento que orienta a sua atividade pela “ideia de que o fator humano é o motor do desenvolvimento”.

Por essa razão tem trabalhado para a capacitação e impulsionamento de um desenvolvimento justo, inclusivo e sustentável. Este ano, na sequência do trabalho deste instituto e da cooperação entre as ordens dos médicos dos dois países, assinalou-se um ato histórico: o primeiro exame final de especialidade à Ordem dos Médicos de São Tomé e Príncipe e de Portugal.

Miryan Cassandra é a primeira cardiologista são-tomense a exercer atividade no país, depois de 3 anos de especialização no Serviço de Cardiologia do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra. Nesta entrevista damos a conhecer o trabalho do Instituto e a visão estratégica que defende para a capacitação dos povos, especialmente na área da saúde que é essencial para o desenvolvimento social e económico.

Leia a entrevista completa aqui.

Spread the love