Com o tema “Desenvolvimento e Sociedade Civil: o contributo das Fundações”, o 12.º Encontro de Fundações da CPLP teve lugar em São Tomé e Príncipe, de 9 a 11 de julho de 2018 e foi organizado pelo Centro Português de Fundações (CPF) e pelo IMVF, com o apoio de diversas fundações portuguesas e são-tomenses.

Esta foi a segunda vez que São Tomé e Príncipe acolheu este Encontro, onde já havia tido lugar em 2009 (6.º Encontro). Estes Encontros têm como principal objetivo debater o papel das fundações, bem como de outras organizações não governamentais com quem trabalham, no desenvolvimento de cidadãos e comunidades no espaço da CPLP. Constituem também um espaço de contacto entre fundações de língua portuguesa que poderá permitir o estabelecimento de parcerias e projetos comuns a desenvolver nos países da CPLP.

O Presidente da Assembleia Nacional, José da Graça Diogo, presidiu o 12.º Encontro de Fundações da CPLP no Palácio dos Congressos na 2.ª feira, primeiro dia do Encontro. Depois da abertura oficial, os participantes deixaram o Palácio dos Congressos e foram para inauguração da exposição “Autores Lusófonos na Coleção da Fundação PLMJ” no Espaço CACAU-Casa das Artes, Criação, Ambientes e Utopia.

No 2.º dia do Encontro os participantes debateram o contributo das fundações, e de outras ONG, no desenvolvimento enquanto atores determinantes da sociedade civil. Pretendeu-se salientar o contributo destas organizações no desenvolvimento sustentável e o seu papel no auxílio ao desenho das políticas públicas, em particular as de gestão do território e dos recursos.

No último dia, um dos projetos que os participantes tiveram oportunidade de ficar a conhecer nas visitas de campo foi o Saúde para Todos, em particular na vertente da Telemedicina, desenvolvido pelo IMVF em estreita parceria com o Ministério da Saúde de São Tomé e Príncipe. O Presidente do Conselho de Administração do IMVF, Paulo Freitas fez uma apresentação do projeto, seguindo-se uma visita ao serviço de Telemedicina do Hospital Ayres de Menezes. Decorreram depois várias consultas de Telemedicina entre São Tomé e Lisboa, nas especialidades de Otorino, Oftalmologia e Imagiologia.