De forma a reforçar a sua ação em prol dos direitos humanos dos trabalhadores das plantações de fruta tropical, o projeto Fruta Tropical Justa / Make Fruit Fair promoveu, nos dias 18, 19 e 20 de maio de 2017, a campanha #AskLidl.

O projeto tem vindo a exigir esclarecimentos à cadeia de supermercados Lidl sobre os critérios que tem em conta quando opta por determinada certificação em detrimento de outra. Face à mais recente campanha publicitária em que anunciou que as bananas nas suas prateleiras seriam certificados pela Rainforest Alliance, perguntamo-nos: “E porque não pela Fairtrade internacional?”. Reconhecendo alguns benefícios da primeira certificação, as limitações estão também identificadas num estudo que o convidamos a ler aqui.

Porque sabemos que os consumidores estão igualmente preocupados com as questões dos direitos humanos, o enfoque desta ação foram as redes sociais, onde encorajamos os parceiros, apoiantes e ativistas do projeto a enviarem tweets com o hashtag #AskLidl, questionando o Lidl sobre as suas opções na cadeia de produção. Houve também espaço para a publicação de questões direitamente na página do Facebook do Lidl:

@LidlPortugal, o que estão a fazer para garantir uma vida digna para os trabalhadores das plantações de bananas e ananases? #AskLidl / @LidlPortugal, sabem o que quer dizer “justo”? #AskLidl /@LidlPortugal, somos só nós a identificar problemas nas certificações? #AskLidl

Estas foram algumas das muitas perguntas (ainda sem resposta) que o projeto Fruta Tropical Justa colocou ao Lidl Portugal. Também ao longo da campanha foram divulgados diversos artigos, com especial destaque para o estudo “Rainforest Alliance and the Discount Supermarkets: Low Prices and Easy Standards?” (síntese do estudo em português disponível aqui), notícias, fotografias, vídeos e documentários, de forma a reforçar que o Lidl ainda não cumpriu as exigências que lhe têm sido solicitadas e que é necessária uma mudança urgente dos padrões de compra de produtos, neste caso da banana.

Um dos objetivos desta campanha é apelar ao Lidl que apresente um plano de ação claro que suspenda de imediato as violações de direitos humanos nas plantações de banana e assegure uma vida digna aos trabalhadores.

Saiba mais e acompanhe as atividades do projeto aqui.