Este estudo, desenvolvido no âmbito da campanha Fruta Tropical Justa/ Make Fruit Fair, teve como objetivo averiguar as condições de vida e de trabalho, o bem-estar e a saúde de trabalhadores agrícolas e de pequenos agricultores em plantações de modo de produção biológico/justo e de trabalhadores em explorações convencionais, que usam biocidas, nas províncias de Los Rios e El Oro, no Equador, país considerado o maior exportador de bananas do mundo.

“As condições prevalecentes da produção agrícola convencional, com o uso extensivo de pesticidas, tornam inevitáveis os riscos para a saúde. Os resultados do inquérito demonstram a necessidade de medidas de segurança ocupacional, incluindo formação e uso de roupas de proteção, bem como incentivos a uma aplicação mínima de pesticidas e/ou à agricultura biológica”, lê-se nas conclusões deste estudo.

Leia o estudo aqui.

Saiba mais sobre a campanha em www.makefruitfair.org/pt-pt/