A convite da Área Metropolitana de Lisboa (AML), o Centro de Informação Europeia Jacques Delors (CIEJD) apresentou uma sessão de informação sobre o Programa Europa para os Cidadãos, no dia 9 de julho de 2019, na sede da AML. O IMVF participou neste evento, apresentando o projeto CivAct – Cidadania Europeia e Interculturalidade.

Em Portugal, o CIEJD é o ponto de contacto nacional para o Programa Europa para os Cidadãos, no qual se insere o projeto CivAct. Este programa tem como objetivos contribuir para a compreensão da União Europeia, da história e diversidade dos seus cidadãos e ainda fomentar a participação cívica e democrática na União Europeia.

Neste âmbito, o CIEJD informa sobre o Programa; incentiva a candidatura de projetos; organiza eventos e iniciativas de sensibilização; apoia na procura de parcerias e trabalha com multiplicadores, designadamente com redes de informação europeia.

Nesta sessão foram apresentados casos nacionais de projetos bem-sucedidos, tendo como objetivo incentivar mais e melhores candidaturas e contribuir para o esclarecimento de dúvidas.

A apresentação do Programa Europa para os Cidadãos ficou a cargo de Zélia Dias, (CIEJD), Nuno Wemans do Clube Intercultural Europeu apresentou o projeto “REthinking COllaborative Values for Public Services” e Cátia Lopes, do IMVF, apresentou o projeto “CivAct – Building the skills and capacity of migrants, refugees and the EU citizenship to actively and democratically participate in the civic domain of EU”. Houve ainda espaço para perguntas & respostas e debate.

A abertura e encerramento da sessão em questão ficou a cargo do Dr. Filipe Miranda Ferreira, secretário metropolitano da comissão executiva da AML.

O CivAct – Cidadania Europeia e Interculturalidade teve como objetivos promover a cidadania europeia e melhorar as condições para a participação cívica e democrática a nível da União Europeia; encorajar a participação cívica e democrática dos cidadãos a nível da União Europeia nomeadamente, através do desenvolvimento da compreensão dos processos de decisão política a nível europeu e da promoção de oportunidades para o envolvimento social e intercultural e do voluntariado a nível da União; e combater a estigmatização dos migrantes e criar narrativas vigentes para promover o diálogo intercultural e a compreensão mútua.

Este projeto decorreu entre outubro de 2017 e abril de 2019 e teve os seguintes parceiros: CARDET (Chipre), FELCOS (Itália), AEXCID (Espanha), COPE (Itália), Culture et Développement (França) e IRTEA (Grécia).

Conheça os principais resultados do projeto aqui.