Na semana de mobilização global pelo clima, em que se multiplicam as ações pela proteção do ambiente e do nosso futuro comum, o projeto Desafios para a Cidadania Global com o apoio do Centro de Estudos  Internacionais do ISCTE-IUL, está a dinamizar a exposição “Migrações e Objetivos de Desenvolvimento Sustentável“, reforçando a ligação entre a Agenda 2030 e o tema das migrações. Os migrantes estão frequentemente entre os mais afetados pelas alterações climáticas e pelos desastres naturais. Ao protegê-los de forma mais eficaz, estamos também a reforçar as respostas aos desastres e às alterações climáticas.

As migrações têm sido apontadas pela União Europeia como um dos principais motores de desenvolvimento. É através do Diálogo de Alto Nível com as Nações Unidas que se pode fazer avançar a agenda mundial sobre Migração e Desenvolvimento, e promover medidas concretas que tenham um impacto significativo na vida dos migrantes e das suas comunidades.

Para assegurar uma política de migração justa é necessário implementar políticas e instrumentos que respeitem os direitos humanos, a dignidade dos migrantes e os seus direitos fundamentais, qualquer que seja o seu estatuto jurídico. São também necessárias respostas mais coerentes sobre a relação entre alterações climáticas, degradação ambiental, emprego, educação e migração.

Porque o Desenvolvimento é uma responsabilidade partilhada, a exposição “Migrações e Objetivos de Desenvolvimento Sustentável”, dará a conhecer alguns dos mitos e realidades sobre a ligação entre Migrações e Desenvolvimento.

Visite a exposição “Migrações e Objetivos de Desenvolvimento Sustentável” no Edifício 2 do ISCTE-IUL, inspire-se e atue para assegurar que faz parte transformação social, económica e ambiental que queremos ver no mundo.

O projeto Desafios para a Cidadania Global tem como objetivos contribuir para o aumento da reflexão crítica de jovens universitários, aspirando o exercício da cidadania global e a participação na construção de sociedades mais justas, dignas e sustentáveis e promover as competências de jovens universitários em relação às temáticas das migrações no âmbito da Agenda para o Desenvolvimento 2030. É promovido pela associação Renovar a Mouraria em parceria com o IMVF e com a Par – Respostas Sociais, conta com o apoio da Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa e o financiamento do Camões, I.P.