Seguindo as recomendações que saíram da sessão de avaliação do GAP – Gabinete de Apoio Permanente do UE-PAANE – Fase di Kambansa, a equipa do GAP tem lavado a cabo uma nova fase de seguimento das Organizações da Sociedade Civil (OSC) e Órgãos de Comunicação Social e Comunitário (OCSC) beneficiários dos apoios deste Gabinete.

Esta nova fase foi chamada de ‘Monitorização Alargada’ e contemplará as 16 OSC/OCSC (lembrando que o GAP trabalhou ao todo com 22 entidades) que não foram acompanhadas na primeira fase, chamada de ‘Sessões de Reforço’.

As primeiras Sessões de Reforço foram antecedidas por uma avaliação diagnóstica com base em instrumentos realizados pelos consultores que fizeram as ações de formação, o que permitiu-lhes planificar, em conjunto com a equipa GAP, as atividades que seriam implementadas. Na Monitorização Alargada a equipa GAP apoiou as organizações a planificar as suas atividades para um período de 3 meses, incluindo atividades que espelhem as aprendizagens desenvolvidas nas formações recebidas.

Atualmente, os técnicos do GAP têm-se deslocado às sedes das OSC/OCSC para realizar o trabalho de revisão dos Planos de Ação. “Estas missões que estamos a levar a cabo são para refazer os Planos de Ação juntamente com as organizações para que possam perceber que as atividades identificadas devem, financeiramente falando, ser implementadas por elas. Além disso, estas ações devem ir ao encontro dos ensinamentos oriundos das formações que obtiveram no âmbito dos apoios dados pelo GAP. Ou seja, atividades realísticas, sem grandes desdobramentos em termos orçamentais”, esclareceu a técnica de seguimento do UE-PAANE – Fase di Kambansa, Racinela Silva. A Monitorização Extra deve ser concluída em outubro deste ano.