Já teve início o PRO GB SOCIEDADE CIVIL – Programa para a Resiliência e as Oportunidades Socioeconómicas para a Guiné-Bissau, implementado pelo IMVF, com o financiamento da União Europeia.

Considerando o entendimento e reconhecimento, por parte da Comissão Europeia, das Organizações da Sociedade Civil (OSC) enquanto atores do desenvolvimento “por direito próprio”, e portanto, agentes com grande proximidade e capacidade de incidência na resolução de problemas locais junto das populações, torna-se determinante que após a existência do programa de apoio à sociedade civil guineense “UE-PAANE Nô Pintcha pa Dizinvolvimento”, seguido de uma fase de transição, “UE-PAANE Nô Pintcha pa Dizinvolvimento – Fase di Kambansa”, a União Europeia renove o seu compromisso através da conceção de uma estratégia para a sociedade civil, no sentido de “torná-la um ator-chave na definição e implementação de políticas nacionais de desenvolvimento”.

É neste âmbito que se insere o Programa para a Resiliência e as Oportunidades Socioeconómicas para a Guiné-Bissau (PRO-GB), no qual se enquadra esta componente direcionada para a Sociedade Civil.

O projeto será implementado até 2023 e tem como objetivo geral reforçar a participação dos cidadãos e das suas organizações na prestação e no acesso a serviços locais, e mais especificamente, apoiar os cidadãos e as suas organizações para implementar iniciativas de prestação e acesso a serviços locais; melhorar as capacidades de resiliência e de resolução de problemas locais dos cidadãos e das OSC; e reforçar a participação das OSC nos processos de diálogo, ligação em rede e divulgação de dados e de conhecimentos.