O Ministério da Educação, Cultura e Ciências (MECC) de São Tomé e Príncipe ficou dotado da capacidade de produzir manuais escolares e textos de apoio ao estudo em formato papel com os equipamentos e materiais de gráfica entregues pelo Programa de Apoio Integrado ao Setor Educativo de São Tomé e Príncipe (PAISE-STP), financiado pela Cooperação Portuguesa.

A entrega formal aconteceu no dia 9 de fevereiro, na presença da Senhora Ministra da Educação, Cultura e Ciências, Isabel Abreu, da Senhora Embaixadora de Portugal em São Tomé e Príncipe, Cristina Moniz, do Presidente do IMVF, Paulo Freitas, dos Administradores Executivos do IMVF, Carolina Quina e Ahmed Zaky, bem como da Equipa de Coordenação Local do Projeto, José Carlos Aragão, Leonor Santos e Madalena Cardoso.

Por forma a dar resposta a uma necessidade identificada pelo MECC no que toca à dificuldade de alunos e professores em adquirir livros didáticos de suporte ao processo de ensino-aprendizagem, o PAISE-STP forneceu ao MECC um lote de equipamentos e consumíveis – nomeadamente, uma impressora de gráfica profissional, uma encadernadora de cola térmica, uma guilhotina elétrica e um computador – que vão permitir autonomizar o Ministério na reprodução de materiais didáticos, mas também de outros documentos relevantes para os diferentes setores do sistema educativo, conforme destacado pela Senhora Ministra na sua intervenção.

Já em 2022, o PAISE-STP tinha fornecido à Direção de Ensino Secundário e Técnico-Profissional duas duplicadoras, a que se vieram agora juntar estes equipamentos, que permitem ao MECC constituir a sua própria gráfica.

Este investimento, no valor de 58.805.24 €, incluiu a aquisição e instalação dos equipamentos, alguns consumíveis e também a formação dos técnicos do Ministério, que ficarão encarregues deste serviço.

O Programa de Apoio Integrado ao Setor Educativo de São Tomé e Príncipe (PAISE-STP) foi financiado pelo Camões, I.P. e implementado pelo Ministério da Educação, Cultura e Ciências de São Tomé e Príncipe (MEEC), pela Associação Marquês de Valle Flôr (AMVF), pelo Instituto Marquês de Valle Flôr (IMVF), pela Universidade de São Tomé e Príncipe (USTP), pela Universidade de Aveiro (UA) e pela Universidade de Évora ().

 

Spread the love