Balal Gainako – Dinamização dos Sistemas de Produção Pecuários nos Setores de Pitche e Gabu

Guiné-Bissau

A ação permitirá aos criadores de gado nos setores de intervenção do projeto beneficiarem do aumento e regularidade de produtos pecuários e de um prazo mais alargado para consumo, acesso e utilização adequada.

 

Beneficiários

Diretos: Associação GAARE BATODEN (composta por 300 criadores de gado pertencentes às comunidades mais vulneráveis dos setores de Gabu e Pitche).

Indiretos: População da região de Gabu (9.150 km²), estimada em 203.629 habitantes.

 

 

Objetivos:

Geral: Contribuir para o crescimento económico e redução da pobreza na região de Gabu, através da dinamização do setor pecuário familiar.

Específico: Aumentar a produtividade dos sistemas de produção pecuários, dando particular ênfase ao maneio alimentar e sanitário do gado bovino, pequenos ruminantes e aves.

 

 

Atividades:

Realização e publicação de um diagnóstico das necessidades e definição das prioridades dos sistemas de produção familiares nos setores de Gabu e Pitche, em colaboração com a Direcção Geral de Pecuária (DGP) e outros atores locais através de workshop.

Atividade 1.1: Realização de workshops com a DGP e outros atores locais para a identificação das necessidades e definição de prioridades nos setores de Pitche e Pirada;

A1.2: Realização e publicação de um estudo geral sobre o setor pecuário familiar – sistemas de produção animal;

A1.3: Discussão/validação das diretivas de maneio (em particular sanitário).

 

Dinamização e reforço institucional da cooperativa GAARE BATODEN nas áreas de gestão organizacional e operacional, assim como ao nível das infraestruturas de apoio pecuárias, garantindo serviços aos associados nas áreas de maneio sanitário e alimentar, bem como um maior controle em termos de prevenção de roubo de gado.

A2.1: Organização de formações em gestão associativa e aspetos políticos; capacidades administrativas e financeiras; capacidades organizacionais – visão estratégica da intervenção e eficácia e optimização dos recursos;

A2.2: Criação de infraestruturas de apoio pecuárias;

A2.3: Ações de identificação e marcação de gado.

 

Aplicação e reforço das diretivas da DGP em termos de maneio sanitário, alimentar e reprodutivo com o desenvolvimento das experiências piloto.

A3.1: Implementação das diretivas de maneio sanitário (prevenção, controlo, tratamento);

A3.2: Implementação das diretivas de maneio alimentar (melhoria das pastagens, desenvolvimento de um viveiro com espécies forrageiras, acesso a pontos de água, etc.);

A3.3: Implementação das diretivas de maneio reprodutivo (reordenamento dos efetivos pecuários com seleção de reprodutores e melhoramento genético/cruzamento de reprodutores a título experimental e em pequena escala com a DGP).

 

Funcionamento da unidade experimental de processamento artesanal de leite/pasteurização e promoção da comercialização de leite através de melhor embalagem e transporte.

A4.1: Montagem da unidade experimental de processamento artesanal com embalagem de leite;

A4.2: Apoio às iniciativas de comercialização de leite nos mercados locais.

 

 

Parceiro:

DIVUTEC – Associação Guineense de Estudos e Divulgação das Tecnologias Apropriadas