Na manhã do dia 28 de novembro de 2019, o Centro Cultural Português, em Bissau acolheu o 2.º encontro de apresentação de resultados do PIMI II – Programa Integrado para a Redução da Mortalidade Materna e Infantil: Componente de Reforço da Disponibilidade e Qualidade dos Cuidados de Saúde Materno-infantis, na Guiné-Bissau.

A cerimónia de abertura contou com a presença da Ministra da Saúde da Guiné-Bissau, a Dr.ª Magda Robalo Silva, da Adida Responsável pelos Programas de Saúde da Delegação da União Europeia na Guiné-Bissau, a Dr.ª Donatella Gobbi, do Adido da Cooperação da Embaixada de Portugal, o Dr. António Nunes e da Coordenadora Clínica do PIMI II/IMVF, a Dr.ª Joana Cortez.

Seguiu-se uma contextualização relativa ao panorama da Saúde Materna e Infantil na Guiné-Bissau: “passado e presente”, realizada por parte do Diretor-Geral da Saúde Materna e Infantil, o Dr. Anaxore Casimiro e uma apresentação global do projeto por parte da Coordenadora Clínica do PIMI II/IMVF, a Dr.ª Joana Cortez e do Coordenador Operacional, Dr. António Nunes, finalizando-se a primeira parte da sessão com um debate.

Na segunda metade da manhã, o Diretor-Geral da Saúde Materna e Infantil e a equipa de coordenação do PIMI II/IMVF discutiram as perspetivas futuras do PIMI II e da Saúde Materna e Infantil na Guiné-Bissau, seguindo-se a apresentação de recomendações finais e um debate alargado à audiência. O PIMI II foi congratulado pelos esforços e resultados obtidos até então, porém, questões tais como, a apropriação e sustentabilidade; a otimização da coordenação entre parceiros e programas verticais, tais como o do VIH/SIDA e da malária; a extensão geográfica do pacote formativo nos cuidados de Saúde Materno-Infantis e a implementação de um plano de transição do PIMI II para o Ministério da Saúde Pública da Guiné-Bissau foram amplamente discutidas.

A sessão de encerramento contou com a presença da Ministra da Saúde da Guiné-Bissau, a Dr.ª Magda Robalo Silva e com a equipa de coordenação do PIMI II/IMVF.

Na audiência estiveram presentes os Diretores Regionais de Saúde, os chefes da equipa PIMI/IMVF, os representantes de ONG que trabalham na área da Saúde na Guiné-Bissau, o Coordenador de Projeto no PNUD e da UNICEF e a Chefe da Brigada Médica Cubana.

A organização por parte do IMVF de mais uma Reunião Intercalar de Disseminação dos Resultados reveste-se de particular importância para promover a partilha de informação – entre atores implementadores envolvidos e beneficiários – bem como para potenciar uma discussão alargada e uma reflexão estratégica relativamente aos principais desafios que persistem no panorama da Saúde Materna e Infantil na Guiné-Bissau.

O PIMI II tem como objetivos contribuir para a redução das mortalidades materna, neonatal e infantojuvenil na Guiné-Bissau e, em particular, para o alcance das metas traçadas nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), e assegurar um melhor acesso a cuidados de saúde de qualidade a mulheres grávidas e puérperas (até 45 dias após o parto) e crianças até aos 5 anos na Guiné-Bissau.

A Guiné-Bissau apresenta indicadores particularmente alarmantes ao nível da saúde materna e infantil, registando taxas de mortalidades materna e infantil das mais elevadas do mundo. Neste contexto, cabe ao IMVF cobrir as necessidades formativas em várias valências e assistenciais num universo nacional de 132 hospitais regionais e centros de saúde do sistema nacional, assegurando também a disponibilização e distribuição de medicamentos essenciais, equipamentos e consumíveis médicos e garantindo, ainda, a realização de reabilitações e manutenções nas infraestruturas dos hospitais e centros de saúde do país.

O programa beneficia diretamente cerca de 320 mil crianças menores de 5 anos, cerca de 400 mil mulheres em idade fértil, e cerca de 1200 técnicos de saúde das 132 estruturas sanitárias abrangidas pelo projeto. A ação beneficiará indiretamente a totalidade da população da Guiné-Bissau (1.881.005 habitantes).

O Programa é financiado pela União Europeia, contando a componente PIMI a cargo do IMVF com o apoio do Camões, I.P.