Saúde para Todos

Reforço do Sistema Nacional de Saúde de São Tomé e Príncipe (Especialidades e Telemedicina)

São Tomé e Príncipe

Procurando apoiar o Sistema Nacional de Saúde são-tomense na resposta às necessidades existentes e emergentes no setor da saúde, o projeto Saúde para Todos – Reforço do Sistema Nacional de Saúde de São Tomé e Príncipe (Especialidades e Telemedicina) reforça e dá continuidade à intervenção do projeto Saúde para Todos – Rumo à Sustentabilidade nas áreas da prestação de cuidados especializados e telemedicina.

O projeto irá apostar na melhoria e no reforço da prestação de cuidados especializados, através de missões médicas e da telemedicina. Neste âmbito, está também prevista a realização de melhorias em termos de equipamentos e infraestruturas para fazer face às atuais necessidades do setor. Será igualmente mantida a aposta na melhoria das capacidades dos profissionais de saúde nacionais através da continuação de formação em serviço e à distância, bem como da formação especializada de longa duração intercalada entre Portugal e São Tomé e Príncipe, investindo-se, assim e cada vez mais, numa maior autonomia do Sistema Nacional de Saúde são-tomense.

 

OBJETIVOS:

Geral: contribuir para o reforço e melhoria da capacidade de resposta do Serviço Nacional de Saúde de São Tomé e Príncipe.

Específico: promover a disponibilidade de cuidados de saúde especializados e de telemedicina sustentáveis e de qualidade.

 

BENEFICIÁRIOS:

Diretos:

  • Cerca de 1.282 profissionais de saúde (médicos e enfermeiros) do Serviço Nacional de Saúde são-tomense a receber formação em serviço durante as missões de especialidade e através da telemedicina;
  • 2 médicos a beneficiar de formação especializada de longo curso em Portugal.

Indiretos:

  • A totalidade da população são-tomense, cerca de 215.056 habitantes enquanto utilizadores do Serviço Nacional de Saúde.

 

ATIVIDADES:

  • Melhoria e reforço dos cuidados especializados e de telemedicina.
    • Reforço e alargamento da rede de Telemedicina (Portugal – São Tomé e Príncipe);
    • Continuação das missões de curta duração de médicos especialistas a São Tomé e Príncipe;
    • Realização de missões de assistência técnica e de gestão e administração hospitalar;
    • Reabilitação e adaptação de infraestruturas médico-hospitalares
    • Aquisição de materiais, equipamentos e consumíveis para a prestação de cuidados especializados.
  • Capacitação de profissionais do Sistema Nacional de Saúde para uma maior autonomia na prestação de cuidados especializados e na gestão de informação sanitária.
    • Formação em serviço e à distância dos profissionais de saúde nacionais;
    • Realização de formações especializadas de longa duração intercaladas entre Portugal e São Tomé e Príncipe.