Apoio às Fileiras Agrícolas de Exportação de São Tomé e Príncipe

 

A dinâmica gerada em torno das fileiras de exportação ao longo das últimas décadas tem tido um papel essencial para o desenvolvimento de São Tomé e Príncipe, revelando-se hoje um dos eixos principais da estratégia de desenvolvimento do país, tanto pelo seu papel ao nível da segurança alimentar e nutricional da população, como no equilíbrio económico e financeiro.

A estratégia de intervenção da ação baseia-se numa visão sistémica do setor das fileiras de exportação. Para além do reforço direto da produção e da qualidade, e da promoção da comercialização das culturas de exportação, a aposta nestas fileiras deve passar também por promover a resiliência do sistema no seu todo, na sua ligação às condições socioeconómicas dos produtores, à sustentabilidade ambiental, à atratividade do mundo rural santomense, e à promoção da diversificação e inovação no contexto dos sistemas agroflorestais e do mercado local.

 

BENEFICIÁRIOS

Diretos: 

  • 3.000 produtores das fileiras de cacau, café, pimenta e coco;
  • 15 empreendedores rurais;
  • 5 cooperativas e 85 associações de produtores;
  • 40 funcionários e quadros dos serviços centrais do MAPDR, CADR e CIAT;
  • 500 pessoas através de iniciativas socio-comunitárias.

Indiretos: 

  • 12.000 pessoas, membros de famílias e comunidades rurais das quais provêm os beneficiários diretos.

OBJETIVOS

Global: fortalecimento da economia e criação de emprego em São Tomé e Príncipe, no setor das fileiras agrícolas de exportação.

Específico: capacitação dos atores do setor e criação de condições para melhorarem a qualidade e aumentarem de forma sustentável a quantidade da produção nacional das fileiras de exportação tradicionais; consolidação do acesso e reconhecimento das fileiras agrícolas de exportação nos mercados externos.

ATIVIDADES

Melhoria da capacidade de planeamento e intervenção do Ministério da Agricultura, Pescas e Desenvolvimento Rural (MAPDR).

  • Prestação de acompanhamento ao MAPDR na realização do Recenseamento Geral Agropecuário (RGAP);
  • Atualização do website do MAPDR;
  • Atualização do enquadramento jurídico das cooperativas;
  • Reforço da capacidade de intervenção dos principais atores do setor agrícola ao nível do género.

Reforço das estruturas estatais de apoio (investigação e extensão) para a prestação de serviços úteis aos diferentes atores do setor das fileiras agrícolas de exportação.

  • Capacitação do Centro de Apoio ao Desenvolvimento Rural (CADR);
  • Apoio ao Centro de Investigação Agronómica e Tecnológica (CIAT) de São Tomé e Príncipe.

Adaptação da produtividade agrícola às alterações climáticas e aumento sustentável da rentabilidade das unidades de produção das fileiras de exportação, através do desenvolvimento de infraestruturas de apoio à produção, da capacitação dos atores do mundo rural e da promoção da inovação.

  • Realização de um plano de ação sobre práticas agroecológicas;
  • Promoção e divulgação dos conteúdos do plano de ação sobre práticas agroecológicas, através de ações de formação por módulos audiovisuais, de um manual de práticas agroecológicas, de intercâmbios internacionais e partilha de modelos de sucesso;
  • Apoio às cooperativas, associações e produtores no aumento da produção;
  • Implementação de sistemas de captação de água e rega de pequena escala para a produção de pimenta;
  • Criação de meios para a melhoria da qualidade da pimenta são-tomense;
  • Apoio às comunidades produtoras de café;
  • Apoio ao desenvolvimento de novas fileiras de exportação e/ou de abastecimento do mercado interno;
  • Reforço da capacidade de governança das organizações de produtores;
  • Apoios a terceiros destinados à promoção das organizações de produtores, de iniciativas sociocomunitárias e de atividades geradoras de rendimento;
  • Promoção de novas atividades produtivas para a criação de alternativas geradoras de rendimento no quadro dos sistemas agroflorestais das fileiras de exportação.

Consolidação da inserção de produtos de São Tomé e Príncipe nos mercados local e estrangeiro, através do seu maior reconhecimento pelos compradores/consumidores estrangeiros e nacionais.

  • Apoio à comercialização;
  • Apoio à implementação da certificação Indicação Geográfica (IG);
  • Promoção de novos produtos acabados a partir das atividades produtivas das fileiras de exportação;
  • Promoção das caraterísticas organoléticas do cacau de São Tomé e Príncipe.

 

NOTÍCIAS

25.05.2022 Formação em boas práticas agrícolas na cultura do café em São Tomé e Príncipe

20.05.2022 Projeto de Apoio às Fileiras Agrícolas de Exportação reforça capacidade de governança das organizações de produtores em São Tomé e Príncipe

18.05.2022 Projeto de Apoio às Fileiras de Exportação Agrícola fomenta produção hortícola biológica em São Tomé e Príncipe

18.05.2022 Projeto de Apoio às Fileiras Agrícolas de São Tomé e Príncipe assina acordos de cooperação com a Universidade de São Tomé e Príncipe e o Instituto Superior de Agronomia da Universidade de Lisboa

18.04.2022 Consolidação da fileira de coco em São Tomé e Príncipe a caminhar a passos largos

11.04.2022 Ciclo de Formações sobre pragas e doenças em São Tomé e Príncipe no âmbito do Projeto de Apoio às Fileiras Agrícolas de Exportação

07.04.2022 Finalizadas as obras de apoio à Cooperativa de Exportação de Cacau de Qualidade (CECAQ-11) de São Tomé e Príncipe no âmbito do Projeto de Apoio às Fileiras Agrícolas de Exportação

20.12.2021 Projeto de Apoio às Fileiras Agrícolas de Exportação, parceiro do ciclo de formações sobre gestão agroecológica em São Tomé e Príncipe

27.08.2021 Apresentação do Projeto de Apoio às Fileiras Agrícolas de Exportação de São Tomé e Príncipe na Região Autónoma do Príncipe

29.04.2021 Novo projeto: Apoio às Fileiras Agrícolas de Exportação de São Tomé e Príncipe

VÍDEOS

Explore a playlist no YouTube do projeto