#GoEAThical – Our Food. Our Future

Campanha para a promoção do desenvolvimento mais justo, digno e sustentável

Como cidadãos globais da União Europeia é da nossa responsabilidade assumir os desafios que o mundo enfrenta. As migrações e as alterações climáticas estão no topo das preocupações (de desenvolvimento) partilhadas pelos cidadãos da União Europeia.

O nosso sistema alimentar tem uma enorme influência e impacto nas alterações climáticas e nas causas de migração (pobreza, fome, etc.). Para garantir uma mudança sustentável de atitudes e de comportamentos de mais de 30 milhões de jovens europeus, iremos partir da análise dos sistemas de produção e consumo alimentar e evidenciar as interligações glocais, que se estabelecem entre temas e demonstrar, de forma evidente, que todos temos um papel de destaque na promoção de um mundo mais justo, digno e inclusivo.

Espreita o site offical da campanha #OurFoofOurFuture: https://ourfood-ourfuture.eu/

OS NOSSOS OBJETIVOS

De forma ativa e inovadora procuraremos que a juventude europeia se comprometa com políticas europeias de desenvolvimento que contribuam para a mitigação dos desafios globais das migrações e alterações climáticas e para a produção e consumo sustentáveis de alimentos. Reforçaremos a promoção dos valores fundamentais europeus dos direitos humanos e da solidariedade, bem como a capacidade de analisar as relações de interdependência que se estabelecem a nível glocal.

AS NOSSAS ATIVIDADES

De março de 2020 a agosto de 2023 iremos promover uma intensa campanha pan-europeia para a promoção de uma cadeia de abastecimento sustentável, que contribua para a mitigação das alterações climáticas e promoção de uma política migratória digna. Através de estudos, laboratórios de ação, concursos, tours, petições, seminários, palestras, festivais e muitas mais iniciativas e recorrendo a estratégias e metodologias participativas, dinâmicas e orientadas para o impacto, iremos sensibilizar e mobilizar os jovens europeus, procurando garantir um sistema de produção e consumo alimentar mais justo, digno e sustentável.

O NOSSO PERCURSO

A nossa estratégia está orientada para garantir a promoção de atitudes sustentáveis e uma mudança de comportamento dos grupos-alvo e dos beneficiários finais. Iremos assim, envolver e capacitar os jovens europeus, utilizando metodologias e abordagens participativas, para transformar os jovens em atores-chave para o desenvolvimento e disseminação de campanhas.

Porque falamos de uma campanha para o público jovem será desenvolvido um intenso trabalho de comunicação para o desenvolvimento, orientado para a disseminação de narrativas que abordam as interligações entre as temáticas de Educação para o Desenvolvimento e Cidadania Global (EDCG). Serão privilegiadas as ferramentas multimédia e as redes sociais. Todo o trabalho de campanha será alicerçado numa sólida pesquisa baseada no conhecimento e análise e alimentada por uma rede de parceiros com um vasto e importante papel na promoção dos temas da EDCG.

O NOSSO IMPACTO

Aumentar o conhecimento e envolvimento dos jovens europeus na promoção dos valores da solidariedade e dos direitos humanos, bem como a sua capacidade de enfrentar os desafios globais da migração, das alterações climáticas e de promover um sistema alimentar sustentável.

Em conformidade com os pilares “Pessoas” e “Planeta” do Novo Consenso Europeu sobre o Desenvolvimento da UE e da Agenda 2030, a campanha #GoEAThical mobilizará os jovens europeus para a adoção de padrões de consumo sustentáveis ​​e para apoiarem ativamente as redes sustentáveis ​​de fornecimento de produtos alimentares, as cadeias de comércio justo, o respeito pelos direitos humanos e dos trabalhadores e o desenvolvimento sustentável, através de políticas institucionais e empresariais melhoradas ao nível da UE e dos Estados-membros.

O Programa de Educação e Sensibilização para o Desenvolvimento (DEAR) da Comissão Europeia, apoia projetos que envolvam o público da União Europeia em questões mundiais de desenvolvimento social, económico e ambiental.

NOTÍCIAS & ARTIGOS

22.09.2021 IMVF leva Oficina de Bombas de Sementes à Noite Europeia dos Investigadores em Oeiras

07.07.2021 IMVF volta a associar-se à Academia de Ativismo no âmbito da campanha #OurFoodOurFuture

21.06.2021 Campanha #GoEAThical – Our Food. Our Future reforçada

09.06.2021 Germinar para a mudança | #EUGreenWeek2021

02.06.2021 Campanha #OurFoodOurFuture promove oficina de bombas de sementes: “Há Horta na Mouraria”

31.05.2021 Webinar: Cozinha Sustentável com o Chef Fábio Bernardino

06.05.2021 A (Des) Plastificação dos Oceanos e o (Des) Aparecimento dos Microplásticos

05.05.2021 Tudo o que precisas de saber sobre a diligência devida em matéria de direitos humanos e ambiente

29.04.2021 (B)eat the system – um concurso de ideias para jovens criativo/as

28.04.2021 Mecanismo de subgranting #GoEAThical – Our Food. Our Future

21.04.2021 A Alimentação que queremos

14.04.2021 Dever de Diligência, além das boas intenções | artigo para Plataforma Portuguesa das ONGD

12.04.2021 Webinar: (Des) Plastificação dos Oceanos: Nem tudo o que vem à rede é peixe

08.04.2021 Somos aquilo que comemos? | artigo para o Megafone no P3

07.04.2021 O papel da sociedade civil no combate ao trabalho escravo contemporâneo em debate no YouthLab da campanha #GoEAThical – Our Food. Our Future

31.03.2021 O que tem um trabalhador agrícola imigrante em Portugal a ver com as alterações climáticas? | artigo para o Megafone no P3

24.03.2021 Repórter Brasil lança novo estudo sobre os potenciais impactos devastadores do Acordo UE-Mercosul no ambiente

23.03.2021 YouthLab “O papel da sociedade civil no combate ao trabalho escravo contemporâneo” | 30 de março | 17h30

19.03.2021 A (in)sustentabilidade dos Sistemas de Produção e Consumo Alimentar

11.03.2021 Parlamento Europeu abre caminho para uma nova lei que exige que as empresas abordem os direitos humanos e as normas ambientais dentro das suas cadeias de valor

09.03.2021 YouthLab “Alimentação (in)sustentável” | 16 de março | 17h30

05.03.2021 #GoEAThical – Our Food. Our Future: IMVF apela aos eurodeputados portugueses que votem a favor do relatório sobre o Dever de Diligência em matéria de Direitos Humanos

25.02.2021 Novo estudo: Desenvolvimento e Segurança Alimentar e Nutricional – Perspetivas e (Des)equilíbrios

17.02.2021 IMVF junta-se a grande coligação de sindicatos, organizações da sociedade civil e personalidades de alto nível num grande apelo à justiça social na agricultura: a nova PAC precisa de condicionalidade social

12.02.2021 Manifestação de solidariedade para com a Repórter Brasil – a ONG de investigação, parceira do projeto, foi alvo de ciberataques e ameaças contra os seus colaboradores (carta em inglês)

03.02.2021 Ajuda a responsabilizar as empresas com apenas um clique antes de 8 de fevereiro de 2021

29.01.2021 Dever de diligência e conduta empresarial responsável em matéria de direitos humanos e ambiente

26.01.2021 O que pensam os portugueses da Alimentação e da Indústria Alimentar?

06.11.2020 Queres contribuir para um mundo mais justo, digno e sustentável? Junta-te à nossa bolsa de ativistas!

16.10.2020 #GoEAThical e Farm to Fork: duas iniciativas que fazem repensar a produção e o consumo alimentar

24.06.2020 Debate de abertura da Academia de Ativismo “O Mundo que temos e o Mundo que queremos – Ações e Vozes de Alerta”

12.06.2020 #GoEAThical – parceiros partilham compromisso de ação

01.06.2020 IMVF associa-se à Academia de Ativismo no âmbito da campanha #GoEAThical

27.05.2020 IMVF aderiu à Plataforma Action for Sustainable Development

20.05.2020 Conheça os projetos do IMVF cofinanciados pela linha de Educação para o Desenvolvimento do Camões, I.P

09.05.2020 O IMVF e o Dia da Europa

04.05.2020 Alimentação e Clima: a campanha #GoEAThical

 

RECURSOS

Foto de rodapé: © Banana Link/James Robinson Photography | Golden Exotics Limited (GEL), Gana | Outubro de 2016

 

Porque acreditamos na transparência, partilha e na ética de trabalho, a todas as organizações que se possam inspirar com este protejo e nas atividades que vamos desenvolver, agradecemos a vossa confiança. A todas pedimos que mencionem o nome do projeto na bibliografia consultada.